quarta-feira, 1 de abril de 2015

MG - Educação publica lista com a nomeação de cerca de 1.500 professores da Educação Básica

Até o final do ano, o Governo do Estado pretende nomear 15 mil novos servidores

Foi publicada no Diário Oficial dos Poderes do Estado desta quarta-feira (01-04) uma lista com 1.439 nomeações de professores da rede estadual. A lista é a primeira publicada pelo atual Governo, que pretende nomear, até 2018, 60 mil novos servidores na pasta. Até o fim desse ano serão publicadas 15 mil nomeações, que contemplarão municípios de todas as regiões do Estado.

Nessa primeira lista, foram nomeados 1.125 professores dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio, que são regentes de aula, e outros 314 professores dos anos iniciais do ensino fundamental, que são regentes de turma. A prioridade, portanto, foi dada aos profissionais que atuam nas últimas etapas da Educação Básica, nas quais há mais necessidade. “Nós fizemos filtros no nosso sistema de dados e procuramos mapear onde havia maior demanda por professores e aulas de anos finais e do ensino médio. Identificamos 17 municípios que agregam 30% dessas áreas em 677 escolas”, explica o subsecretário de Gestão de Recursos Humanos, Antonio David de Sousa Junior.

As nomeações são referentes ao Edital Seplag/SEE nº 01/2011, que incluía, além dos professores de educação básica, os cargos de Assistente Técnico de Educação Básica, Assistente Técnico Educacional, Analista Educacional, Analista Educacional/Inspeção Escolar, Especialista em Educação Básica/Orientação Educacional e Especialista em Educação Básica / Supervisão Pedagógica. Nesse concurso, foram ofertadas 21.377 vagas, mas as nomeações desta quarta já estão além deste quantitativo. Segundo o subsecretário, "essas vagas atendem a uma diretriz da definição político-administrativa de nomear professores para além das vagas definidas em 2011”.

Clique aqui e veja a publicação completa.

No concurso realizado em 2011, foram ofertadas 21.377 vagas, mas as nomeações de hoje já estão além deste quantitativo

Recomposição do quadro

O objetivo do Governo do Estado com as novas nomeações é inverter a realidade do quadro de servidores da Secretaria de Estado de Educação. Atualmente, mais de 2/3 dos profissionais têm vínculo precário com o Estado (ex-efetivados ou designados). É prioridade do atual Governo inverter essa lógica e o objetivo é que, até o final dos quatro anos de gestão, sejam feitas 60 mil nomeações na Educação, sendo 15 mil por ano.

Com essa postura, o Governo do Estado busca inverter o cenário encontrado no quadro de servidores da Educação e garantir que, até 2018, ao menos 60% dos servidores do quadro sejam efetivos. A cada ano, a Secretaria de Educação e a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) vão elaborar um calendário com a previsão de nomeação dos servidores aprovados em concursos.

Exames admissionais

Uma vez publicada a nomeação, o aprovado deve submeter-se a exame médico pré-admissional, a ser realizado pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SCPMSO), da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). As perícias são realizadas em unidade central ou unidades regionais da Superintendência. Esses exames serão realizados no período de 08 a 28 de abril. É de responsabilidade do candidato acompanhar o cronograma de realização dos exames no site da Seplag.

No dia da perícia, o candidato deve apresentar uma série de documentos, além dos resultados de exames laboratoriais exigidos em edital. A lista dos exames exigidos, assim como todas as informações necessárias sobre a perícia médica, podem ser encontradas na nota de esclarecimento nº 06, disponível no site da Seplag. Recomenda-se que o candidato leia atentamente esse documento assim que sua nomeação for publicada. Os candidatos nomeados devem providenciar todos os exames exigidos no item 1.3 da nota de esclarecimento nº 6. É recomendado que documentos e exames sejam providenciados pelos candidatos tão logo sejam nomeados.

Para outras informações os candidatos podem entrar em contato com o RH Responde, pelo link disponível no menu superior do Portal do Servidor.

Prorrogação do concurso

O Concurso Público da Educação regido pelo Edital Seplag/SEE nº01/2011, publicado em 12 de julho de 2011, foi prorrogado. Para o cargo de ‘Professor da Educação Básica – Anos Iniciais’, que teve homologação publicada no dia 30/01/2013, o concurso permanecerá vigente até o dia 30/01/2017. Já para os demais cargos, que tiveram homologação no dia 15/11/2012, o concurso permanecerá vigente até o dia 15/11/2016. O prazo de validade era, inicialmente, de dois anos, mas foram prorrogados por igual período, conforme previsto em edital.

Outros certames

No começo do mês de março, foram aplicadas as provas de quatro editais divulgados pela Secretaria de Estado de Educação em 2014. Mais de 193 mil candidatos se inscreveram para concorrer a vagas nos Conservatórios Estaduais de Música de Minas Gerais, para o cargo de Professor de Educação Básica - Ensino Religioso, para cargos no Ensino Regular e no Ensino Especial. Foram ofertadas mais de 17 mil vagas.

Já o edital Seplag/SEE nº 07/2014, voltado à Educação Indígena, foi cancelado para atender a uma demanda das lideranças indígenas que, em reunião realizada no dia 13 de janeiro, solicitaram a suspensão do concurso alegando que uma discussão com as comunidades indígenas deve preceder a criação do edital. Também foi parcialmente cancelado o edital Seplag/ SEE nº 05/2014. Segundo o comunicado, foram observadas inconsistências nas exigências para a seleção de candidatos para o provimento de cargos da carreira de professor da Educação Básica, no que se refere ao Atendimento Educacional Especializado (AEE) – Interprete de Libras, em função de não haver compatibilidade do cargo de professor da profissão de tradutor e intérprete de libras.
 
FONTE: Secretaria de Educação de Minas Gerais

terça-feira, 31 de março de 2015

RJ Concurso Professor Docente I - Gabaritos de 29/03/2015

Gabaritos das Provas Objetivas de 29/03/2015 do Concurso para Professor Docente I - 16 e 30 horas

Gabarito das Provas Objetivas - Professor Docente I - Carga Horária de 16 horas:
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO – SEEDUC

O Secretário de Estado de Educação, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Legislação em vigor, e tendo em vista o comunicado da Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro – CEPERJ, torna público o Gabarito da Prova Objetiva de Português, Conhecimentos Pedagógicos e Conhecimentos Específicos – Artes, Biologia, Ciências, Ed. Física, Filosofia, História, Inglês, Italiano, Francês, Espanhol e Sociologia do Concurso Público para provimento do cargo efetivo de Professor Docente I com carga horária semanal de dezesseis horas, do Quadro Permanente do Magistério da Secretaria de Estado de Educação – SEEDUC, realizado no dia 29 de março de 2015.
Confira a íntegra da publicação
 
Gabarito das Provas Objetivas - Professor Docente I - Carga Horária de 30 horas
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO – SEEDUC

O Secretário de Estado de Educação, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Legislação em vigor, e tendo em vista o comunicado da Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro – CEPERJ, torna público o Gabarito da Prova Objetiva de Português, Conhecimentos Pedagógicos e Conhecimentos Específicos – Português, Física, Geografia, Matemática e Química do Concurso Público para provimento do cargo efetivo de Professor Docente I com carga horária semanal de trinta horas, do Quadro Permanente do Magistério da Secretaria de Estado de Educação – SEEDUC, realizado no dia 29 de março de 2015.
Confira a íntegra da publicação
 
Provas
Prova - Artes
Prova - Biologia
Prova - Ciências
Prova - Educação Física
Prova - Espanhol
Prova - Filosofia
Prova - Física
Prova - Francês
Prova - Geografia
Prova - História
Prova - Inglês
Prova - Italiano
Prova - Matemática
Prova - Português
Prova - Química
Prova - Sociologia

Mais de 32 mil professores participam do concurso do magistério no Rio

Gabarito da prova objetiva sai nesta terça-feira, dia 31/03/2015

Com três horas de duração, o concurso público do magistério, promovido pela Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), contou com a participação de 32.704 docentes no último domingo, dia 29. O levantamento realizado pela banca organizadora, Fundação Ceperj, constatou que 80.61% dos inscritos fizeram a prova objetiva e entregaram os títulos para avaliação nos 18 municípios do estado fluminense.

O local com o maior número de candidatos foi Nova Iguaçu, com 5.255; seguido por Campos dos Goytacazes, com 2.856; e Belford Roxo, com 1.779. Ainda de acordo com a equipe da Diretoria de Concursos e Processos Seletivos da Ceperj, o processo de seleção este ano obteve aumento de 1.843 participantes em relação ao concurso de 2014.

Nesta terça-feira, dia 31, foi publicado o gabarito do certame no site da organizadora, www.ceperj.rj.gov.br, e no Diário Oficial. Já o resultado preliminar da avaliação de títulos será divulgado no dia 20 de maio.
 
A seleção da Seeduc atraiu 66 mil inscritos e abre 1.697 oportunidades para todos os municípios do Rio. São 715 vagas para carga de 16 horas semanais e 982 para 30 horas. No total de vagas estão incluídos os 5% reservados às pessoas com deficiência. Já as que estão disponibilizadas aos negros e índios variam entre 10% e 20%. Os vencimentos iniciais são de R$ 1.179,35 (16 horas) e R$ 2.211,25 (30 horas).
 
FONTE: CEPERJ

sexta-feira, 27 de março de 2015

SP Bonificação por Resultados 2015 e Boletim da Escola 2014

BONIFICAÇÃO POR RESULTADOS 2015

Os critérios para a definição dos valores são: se atingida a meta do Idesp, o bônus é de 2,4 salários. Se superada a meta, o limite de bônus é de 2,9 salários.

Caso a meta não seja atingida, é então calculado o avanço da escola proporcional (se avançou, por exemplo, 50% da meta, o bônus é de 1,2 salário).

O cálculo também leva em conta o número de faltas, excluindo ausências decorrentes de licença-maternidade, licença-paternidade, adoção e férias, e o tempo de atuação na rede estadual dos funcionários do quadro de magistério, do quadro de apoio escolar e do quadro de serviço, incluindo diretores, professores, educadores e equipes escolares.

Os professores, diretores, coordenadores e demais funcionários que vão receber os valores maiores a R$ 3.501 recebem em duas etapas, sendo a primeira agora dia 31 e a próxima em 15 de setembro. Cerca de 49% dos funcionários se enquadram nesse grupo. Já para os 117 mil que recebem até R$ 3.500 será liquidado a totalidade em parcela única em 31 de março de 2015


BOLETIM DA ESCOLA 2014
  • Confira o Boletim da Escola 2014 na página do Idesp
Boletim da Escola 2014

O IDESP - Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo é o indicador que avalia a qualidade das escolas estaduais paulistas em cada ciclo escolar e permite fixar metas anuais para o aprimoramento da qualidade da educação no Estado. O IDESP e as metas fixadas norteiam o trabalho da equipe da escola na direção desta melhoria do ensino e da gestão escolar, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação.

As informações do Boletim permitem que a escola analise a evolução de seu IDESP entre 2013 e 2014, em cada um de seus componentes, e avalie seu progresso em relação à meta que lhe foi proposta para 2014.

Também são apresentados os indicadores de pagamento da Bonificação por Resultados.

A partir de 2013, o Índice de Cumprimento de Metas passou a ser calculado de maneira distinta. Os dois componentes i) a parcela cumprida da meta (IC);  e ii) o adicional por qualidade (IQ); já foram considerados para o cálculo do indicador de pagamento do bônus em 2012, e cada um deles permaneceu exatamente sob a mesma forma de cálculo. Se antes esses valores eram somados, agora apura-se o máximo entre esses dois indicadores (IC ou IQ, deles o maior), e este resultado é multiplicado por um modulador, calculado a partir o Índice de Nível Socioeconômico (INSE).

Maiores detalhes sobre a metodologia utilizada no cálculo do IDESP e dos indicadores de pagamento do bônus encontram-se na Nota Técnica do Programa de Qualidade da Escola, disponível no site da Secretaria de Estado da Educação.

Fonte: Secretaria da Educação do Estado de São Paulo