segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Obmep 2018 - Classificados para a 2ª Fase

Classificados para a 2ª Fase da 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas -  OBMEP 2018

CONFIRA Alunos classificados para a 2ª Fase
Classificados para a 2ª Fase Obmep 2018


Cada escola deverá cadastrar os professores dos alunos classificados.
Período de cadastramento - 14 de agosto a 21 de setembro/2018
 
FONTE: OBMEP

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Balanço Encceja 2018

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) preparou um Balanço com informações essenciais sobre o Exame: objetivos, público-alvo, histórico, dados da aplicação e perfil do participante do Encceja 2018, próximas etapas do cronograma, orientações para justificativa de ausência na edição 2019. Informações mais específicas devem ser solicitadas à Assessoria de Comunicação do Inep, pelo e-mail imprensa@inep.gov.br.

Acesse o balanço do exame.
 
FONTE: INEP

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

MINAS GERAIS - Inscrições para designação de professor para a Educação Profissional Técnica de Nível

As inscrições para candidatos à designação para exercício de função pública de Professor de Educação Básica nas escolas da Rede Estadual de Ensino que ofertam Educação Profissional Técnica de Nível Médio começam na próxima segunda-feira (06/08) e vão até o dia 10 de agosto. Os interessados devem procurar as escolas estaduais que ofertam o curso.

Confira aqui o cronograma do processo de designação
Confira aqui os formulários de inscrição: Grupo I e Grupo II
Confira aqui a relação dos municípios, escolas e cursos

O processo de designação é regido pela Resolução SEE 3.664, que estabelece critérios e define procedimentos para a inscrição e classificação de candidatos à designação para o exercício de função pública de Professor de Educação Básica nas escolas da Rede Estadual de Ensino que ofertam Educação Profissional Técnica de Nível Médio.
 
FONTE: Secretaria da Educação de Minas Gerais

Inep aplica provas do Encceja Nacional neste domingo, dia 5

Chegou a hora para jovens e adultos que não concluíram os ensinos fundamental ou médio na idade adequada colocarem em prática seus conhecimentos e buscarem a tão sonhada certificação de conclusão. O teste final será no próximo domingo, 5, quando ocorre a aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Nacional 2018), em 592 municípios de todo o Brasil. As provas serão realizadas nos turnos matutino e vespertino.

Este ano, mais pessoas farão o Encceja Nacional. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação que é responsável pela aplicação do exame, mais de um milhão de pessoas deve se submeter às provas. As inscrições para esta edição bateram recorde e alcançaram 1.695.607 inscritos. Desse total, 356.326 desejam obter o certificado de conclusão do ensino fundamental e 1.339.281, do ensino médio.

É importante conferir os locais de prova na página do participante, e se o documento com foto usado na inscrição está válido e em bom estado. Além disso, é preciso verificar os documentos permitidos pela organização do Encceja 2018 para garantir presença em sala de aula, de preferência os utilizados no ato da inscrição. Entre os aceitos, estão passaporte do Mercosul, cédula de identidade (RG) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O Encceja Nacional é direcionado aos jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos em idade própria e que atendam ao artigo 38, parágrafos 1º e 2º, da Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996: tenham, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame, para quem busca a certificação do ensino fundamental; ou, no mínimo, 18 anos completos na data de realização do exame, para quem busca a certificação do ensino médio.

A edição 2018 abrange 28 municípios a mais que em 2017, cuja edição marcou o retorno da certificação do ensino médio para o exame e teve 1.575.561 inscritos, o equivalente a 7,08% a menos que em 2018. O exame foi realizado pela primeira vez em 2002 para aferir competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou ensino médio na idade adequada. Antes, a certificação para alunos da educação de jovens e adultos (EJA) era feita por meio de provas realizadas pelas secretarias municipais ou estaduais de educação, outra opção para obtenção do certificado.

Certificado - Embora seja organizado e aplicado pelo Inep, a emissão do certificado e declaração de proficiência no exame aos jovens e adultos é de responsabilidade das secretarias estaduais de educação e dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, que firmam termo de adesão para participarem do exame.

Os testes têm quatro aplicações, com editais e cronogramas distintos: Encceja Nacional para residentes no Brasil; Encceja Nacional PPL, para residentes no Brasil privados de liberdade ou que cumprem medidas socioeducativas; Encceja Exterior, para brasileiros residentes no exterior; e Encceja Exterior PPL, para residentes no exterior privados de liberdade ou que cumprem medidas socioeducativas. As aplicações fora do Brasil são realizadas em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Além desta edição do Encceja Nacional, o Inep aplicará o Encceja Exterior, no dia 16 de setembro, para os brasileiros que vivem em outros países. Também serão realizadas avaliações para pessoas privadas de liberdade (PPL) no Brasil, em 18 e 19 de setembro, bem como no exterior, entre os dias 17 e 21 de setembro.

Acesse a página do participante no portal do Inep.

fonte: MEC

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

DADOS DO CENSO ESCOLAR: Ensino Médio tem 61% de docentes com formação adequada

Em 2017, 55,7% das disciplinas do ensino fundamental eram ministradas por professores com formação adequada, ou seja, que tinham licenciatura na mesma área da disciplina. No ensino médio esse percentual era de 61%. Os dados são do Indicador Educacional “Adequação da Formação Docente” e revelam uma melhoria. Em 2013, o Indicador apresentou no ensino fundamental e médio, respectivamente, 51,2% e 57,8% de professores com formação adequada.

O indicador “Adequação da Formação Docente” é extraído do Censo Escolar 2017, sendo um dos oito divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no início de julho. Ele classifica os docentes em cinco grupos de adequação da formação em relação à disciplina que lecionem. A adequação entre a formação inicial do docente e a disciplina ministrada é avaliada em cada turma de determinada etapa de ensino, sendo o grupo 1 a situação ideal. Neste estão inclusos professores que tenham licenciatura ou bacharelado (com curso de complementação pedagógica concluído) na mesma disciplina que lecionem.

Assim como os outros Indicadores Educacionais do Censo Escolar 2017, esses dados estão disponíveis para consulta no Portal do Inep, na seção Dados. Ao selecionar o indicador de interesse, serão listados todos os anos em que ele foi divulgado. É possível fazer download dos dados por Brasil, regiões e unidades da federação; municípios e escolas.

Este ano o Inep divulgará dez Indicadores Educacionais: Média de alunos por turma, Média de horas-aula diária, Taxa de distorção idade-série, Percentual de docentes com curso superior, Adequação da formação docente, Regularidade do corpo docente, Esforço docente, Complexidade da gestão da escola, Taxa de rendimento e Taxa de transição. Esses dois últimos – com informações sobre aprovação, reprovação e abandono; e promoção, repetência, evasão e migração para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) – serão divulgados ainda neste segundo semestre.

Indicadores Educacionais – Capazes de agregar valor analítico e avaliativo às estatísticas, os Indicadores Educacionais do Censo Escolar permitem conhecer não apenas o desempenho dos alunos, mas também o contexto socioeconômico e as condições de em que se dá o processo ensino/aprendizagem no qual os resultados foram obtidos. Os Indicadores são úteis principalmente para o monitoramento dos sistemas educacionais, considerando o acesso, a permanência e a aprendizagem de todos os alunos. Dessa forma, contribuem para a criação e o acompanhamento de políticas públicas voltadas para a melhoria da qualidade da educação e dos serviços oferecidos à sociedade pela escola.
 
FONTE: INEP

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Censo escolar - Mais de 93% dos docentes do ensino médio têm curso superior

O percentual de docentes com curso superior foi de 93,8% no ensino médio e de 82,1% no ensino fundamental, em 2017. A rede pública apresenta maior percentual de professores graduados em relação à rede privada, nas duas etapas de ensino. Os dados são do indicador educacional Percentual de Docentes com Curso Superior, extraídos do Censo Escolar 2017, um dos oito divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no início de julho.

O indicador permite avaliar o percentual de professores com curso superior completo em diferentes etapas de ensino e níveis de agregação (escolas, municípios e estados). Por meio dele, é possível monitorar a taxa de docentes com nível superior e formação mínima exigida para o ensino na maioria das etapas da educação básica.

Assim como os outros indicadores educacionais do Censo Escolar 2017, esses dados estão disponíveis para consulta no portal do Inep, na seção Dados. Ao selecionar o indicador de interesse, serão listados todos os anos em que ele foi divulgado. É possível fazer download dos dados por Brasil, regiões e unidades da federação; municípios e escolas.

Este ano o Inep divulgará dez indicadores educacionais: média de alunos por turma, média de horas-aula diária, taxa de distorção idade-série, percentual de docentes com curso superior, adequação da formação docente, regularidade do corpo docente, esforço docente, complexidade da gestão da escola, taxa de rendimento e taxa de transição. Esses dois últimos – com informações sobre aprovação, reprovação e abandono; e promoção, repetência, evasão e migração para a educação de jovens e adultos (EJA) – serão divulgados ainda neste segundo semestre.

Indicadores – Capazes de agregar valor analítico e avaliativo às estatísticas, os indicadores educacionais do Censo Escolar permitem conhecer não apenas o desempenho dos alunos, mas também o contexto socioeconômico e as condições em que se dá o processo ensino/aprendizagem no qual os resultados foram obtidos. Os dados são úteis principalmente para o monitoramento dos sistemas educacionais, considerando o acesso, a permanência e a aprendizagem de todos os alunos. Dessa forma, contribuem para a criação e o acompanhamento de políticas públicas voltadas para a melhoria da qualidade da educação e dos serviços oferecidos à sociedade pela escola.

Acesse o portal do Inep para conferir os indicadores educacionais.

fonte: MEC

Colégios Embraer - Juarez Wanderley E Casimiro Montenegro Filho - Processo Seletivo 2018 - Turma 2019

Processo Seletivo 2018 - Turma 2019 dos Colégios Embraer Juarez Wanderley E Casimiro Montenegro Filho


  • 26/07/2018 - Confira o Edital


O processo seletivo disponibiliza 200 vagas para alunos do ensino médio da região de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí e Taubaté, e 120 vagas na região de Botucatu, São Manuel, Areiópolis, Pardinho, Itatinga, Anhembi, Bofete e Pratânia, oferecendo educação em tempo integral, uniformes, materiais didáticos, alimentação e transporte.

Este ano, o colégio passará a ser aberto a toda sociedade, sendo que 80% das vagas permanecem sendo preenchidas por critério socioeconômico para os que optarem pela bolsa gratuita, comprovando renda bruta per capita de até um salário mínimo e meio nacional, limitado a nove salários mínimos por família.

As inscrições estarão abertas de 20 a 31 de agosto no site da Vunesp, que organiza o processo seletivo.
A prova será realizada em uma única fase, nas cidades de São José dos Campos e Botucatu, no dia 21 de outubro de 2018.
Os resultados serão divulgados no dia 23 de novembro de 2018.

Para ler o edital, clique aqui.

Para saber mais sobre os Colégios Embraer, clique aqui.
FONTE: COLÉGIOS EMBRAER