terça-feira, 3 de julho de 2018

Microdados do Encceja são divulgados pela primeira vez

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) passa a ter seus Microdados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Nesta terça-feira, 3 de julho, foram disponibilizados no Portal do Inep, de forma inédita, os Microdados das edições 2014, 2015 e 2016 do Exame. A iniciativa cumpre a missão da autarquia de desenvolver e disseminar informações educacionais. A divulgação de microdados dos exames, avaliações, estatísticas e indicadores educacionais produzidos pelo Inep permite o acesso a informações específicas e a produção de análises mais aprofundadas por parte de pesquisadores, jornalistas e gestores públicos. 

Clique aqui para acessar os Microdados do Encceja 2014 / 2015 / 2016
 
Os Microdados do Encceja reúnem, além dos dados em si, um dicionário, os gabaritos, um “Leia-me” com orientações gerais sobre como usar e citar os Microdados, Documentos Técnicos, Matrizes de referência, Inputs e Questionários.

Encceja 2014 – Nesta edição houve aplicação de provas e Questionário Socioeconômico no Brasil e no exterior. Apesar da aplicação ter sido realizada para 35 participantes privados de liberdade no exterior, eles não serão divulgados para não permitir a identificação pessoal dos participantes. Os Microdados do Encceja 2014 contemplam, portanto, três aplicações:
  • Encceja Nacional Regular – Exame aplicado no Brasil a jovens sem restrição de liberdade
  • Encceja Exterior Regular – Exame aplicado no exterior a jovens sem restrição de liberdade
  • Encceja Nacional PPL – Exame aplicado no Brasil a pessoas privadas de liberdade e jovens sob medidas socioeducativas

Encceja 2015 e 2016 – Nestas edições houve aplicação de provas e Questionário Socioeconômico apenas no Exterior. Os microdados contemplam apenas a aplicação do Encceja Exterior Regular. Não foram consideradas as informações dos participantes PPL’s.

Encceja – Criado em 2002, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos é voltado para a verificação e o reconhecimento das aprendizagens de jovens e adultos brasileiros, em níveis correspondentes à conclusão do Ensino Fundamental e Médio, residentes no Brasil e no Exterior. A política de certificação em outros países sempre visou apoiar os emigrantes com dificuldades de acesso a outros sistemas educacionais ou na legalização de seus diplomas no Brasil. Seus objetivos principais são: construir uma referência nacional de autoavaliação para jovens e adultos por meio de avaliação de competências, habilidades e saberes adquiridos em processo escolar ou extraescolar; estruturar uma avaliação direcionada a jovens e adultos que sirva às Secretarias de Educação para que estabeleçam o processo de certificação dos participantes, em nível de conclusão do Ensino Fundamental, por meio da utilização dos resultados do Exame, de acordo com a legislação vigente; oferecer uma avaliação para fins de correção do fluxo escolar; construir, consolidar e divulgar seus resultados para que possam ser utilizados na melhoria da qualidade na oferta da Educação de Jovens e Adultos e no processo de certificação; possibilitar a constituição de parâmetros para autoavaliação do participante, com vistas à continuidade de sua formação e à sua inserção no mundo do trabalho; possibilitar o desenvolvimento de estudos e indicadores sobre Educação Brasileira, entre outros.

fonte: INEP

Nenhum comentário: