sábado, 23 de junho de 2018

Olimpíada do Conhecimento - Tecnologias para novo processo industrial são o tema do evento

Internet das coisas, computação em nuvem, automação e sistemas ciberfísicos. Essas são algumas das tecnologias que estão dominando o novo processo industrial no mundo, conhecido como Indústria 4.0. Os benefícios que essas inovações podem trazer para a construção de cidades inteligentes e escolas do futuro serão o tema da Olimpíada do Conhecimento 2018, que ocorre de 5 a 8 de julho no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília.

Promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e pelo Serviço Social da Indústria (Sesi), o evento mostrará inovações que prometem melhorar a qualidade de vida nos centros urbanos e revolucionar a educação. Em uma área de 25 mil metros quadrados, a Olimpíada do Conhecimento deve atrair cerca de 40 mil pessoas, entre representantes de empresas, governo e estudantes. A entrada é gratuita.

A Olimpíada terá dois ambientes: a Cidade Inteligente, que demonstrará tecnologias que promovem o uso eficiente de recursos, a redução dos impactos ambientais e a melhoria da qualidade de vida das pessoas, e a Escola do Futuro, que tem o objetivo de desenvolver nos alunos competências e habilidades para lidar com a Indústria 4.0.

Escola – Para o desenvolvimento das cidades inteligentes, a Olimpíada do Conhecimento mostrará a importância de métodos e tecnologias inovadoras também na educação. Para isso, na Escola do Futuro, os visitantes poderão conferir o Espaço Maker, em que os participantes colocarão a mão na massa para criar produtos com auxílio de diversas tecnologias, das mais simples, como martelos e serrotes, às mais sofisticadas, como drones e impressoras 3D. Nesse espaço, também serão apresentados trabalhos desenvolvidos por estudantes do Sesi e Senai.

Haverá ainda exposição do Sesi Matemática, uma metodologia que associa práticas educacionais modernas à tecnologia para formar jovens críticos e com raciocínio lógico bem aprimorado.

fonte: MEC

Nenhum comentário: